Entenda como é o ciclo de vida de um produto de forma simples e fácil

Ao falarmos em Análise do Ciclo de Vida (ACV) de prociclo-de-vida-logo-inferiordutos, uma pergunta muito frequente é o que seria este ciclo de vida que será analisado. Também é comum quando pensamos em um produto mais específico, por exemplo um refrigerante ou um aparelho de celular, lembrarmos da fabricação, quando na verdade, esta é apenas uma das etapas do ciclo. A vida deste produto se iniciou bem antes e não será finalizada depois que ele for descartado pelo consumidor final. Neste post, explicaremos melhor como é o ciclo de vida de um produto.

 

As etapas do ciclo de vida

 

Para iniciarmos, podemos dizer que, de maneira geral, o ciclo de vida de um produto é dividido nas seguintes etapas:

 

  • Extração e produção de matérias-primas;
  • Produção e fabricação do produto;
  • Uso e manutenção do produto;
  • Transportes (que ocorrem entre as outras etapas do ciclo de vida do produto)
  • Fim de vida do produto (disposição final em aterro, reciclagem, compostagem, etc.).

 

Para ilustrar melhor este assunto, utilizaremos o ciclo de vida de um refrigerante e de um telefone celular como exemplos.

 

Ciclo de vida de um refrigerante

 

O início da vida de um refrigerante se dá na produção e cultivo de suas matérias-primas que são de origem agrícola, por exemplo, o fruto do guaraná, o limão, a laranja, a cana-de-açúcar, algumas plantas para extração de cafeína, etc. Essa primeira etapa também inclui a extração das matérias primas de origem fóssil ou mineral, por exemplo, petróleo, metais ou areia para embalagens, fósforo (para produção de ácidos), etc.

Após estas extrações/produções de matérias-primas, se iniciam alguns processos industriais, para gerar produtos como o açúcar refinado e as embalagens de plástico. Em seguida, estes materiais seguem para a fabricação do refrigerante, a última etapa industrial. Em todos estes processos também são necessários outros insumos, tais como eletricidade e água.

Após a fabricação, o refrigerante é distribuído para supermercados e demais pontos de venda, onde irá aguardar a próxima etapa, o consumo, onde necessita de refrigeração antes de ser consumido, o que leva ao consumo de energia elétrica. Por fim, o ciclo de vida se completa com a disposição final de suas embalagens, que no caso do Brasil é geralmente feita em aterros sanitários. Em muitos casos, estas embalagens são recicladas (latas de alumínio ou garrafas de plástico) ou retornadas (garrafas de vidro), o que faz com que possam regressar ao ciclo do refrigerante ou serem utilizadas em outro ciclo de produto.

 Figura 1

 

Ciclo de vida de um telefone celular

 

Da mesma forma que o refrigerante, o ciclo de vida do celular também se inicia na extração das matérias-primas. Um celular contém diversos tipos de materiais, como metais e plásticos, que são extraídos da natureza e passam por processamento industrial para gerar as partes que irão compor este produto, como a tela de LCD e a bateria.

Após esses processamentos, os equipamentos são utilizados na montagem do aparelho, finalizando as etapas industriais. O celular é distribuído para venda em lojas antes da etapa de uso do produto, onde se consome energia elétrica para recarregar as baterias e outros insumos em eventuais manutenções. Após algum tempo de uso, este celular será descartado em um aterro sanitário, podendo passar antes por uma etapa de desmontagem para retirada de materiais com potencial para reciclagem.

 

Ciclo de vida Celular

Classificação dos estudos de ACV

 

Ao realizarmos a ACV de um produto, utilizamos algumas nomenclaturas para indicar as etapas estudadas, como berço, portão e túmulo. O berço refere-se ao início do ciclo de vida do produto, o portão aos processos que ocorrem dentro da fábrica e o túmulo ao fim de vida ou à disposição final. Dessa forma, podemos classificar os estudos de ACV em berço-ao-túmulo, quando incluem todas as etapas do ciclo, berço-ao-portão, quando analisam até a etapa de produção e portão-a-portão, quando se restringem à etapa de fabricação.

Podemos observar que um produto tem uma vida que vai muito além daquela que vivenciamos em nosso cotidiano, pois envolve uma cadeia de fluxos de matéria, energia e processos industriais que vão desde a retirada de recursos da natureza até o seu retorno ao ambiente, sob a forma de resíduos. Por isso, o conhecimento detalhado de todas as etapas que envolvem o ciclo de vida do produto é a fundamental para se realizar um estudo de Análise do Ciclo de Vida (ACV) de qualidade.

 

Até a próxima!

Converse com um consultor EnCiclo

Infografico 6 beneficios dos projetos de sustentabilidade